fbpx
Brasil Cidades Tecnologia 

Nubank é Líder no Cadastramento do PIX

Nubank está liderado o ranking de cadastro de chaves do PIX, nova modalidade de pagamento instantânea do Banco Central (BC). Segundo dados divulgados nesta quarta-feira (14/10) a fintech brasileira desbancou as instituições tradicionais e já teve cerca de 8 milhões de chaves cadastradas pelos clientes.

O segundo colocado do ranking é o Mercado Pago com 4,7 milhões de chaves registradas, seguido pelo PagSeguro que conta com 4,3 milhões. Dos bancos tradicionais, o Bradesco se destaca no ranking com 3,7 milhões, a Caixa com 2,4 milhões, seguida pelo Banco do Brasil com 2,1 milhões.

Até o momento o Banco Central fez a habilitação de 707 bancos, fintechs e cooperativas para o lançamento do PIX.

Em uma semana e meia foram cadastradas, ao todo, cerca de 35 milhões de chaves PIX. Como cada cliente pessoa física pode cadastrar até cinco chaves e clientes pessoas jurídicas, 20 chaves, não é possível contabilizar quantas pessoas já estão cadastradas para a utilização do novo sistema de pagamentos que estará disponível a partir do dia 16 de novembro.

Cadastro do PIX

O Banco Central informou que haverá uma data limite para que pessoas físicas e jurídicas realizem o cadastramento das chaves no novo sistema. Confira um passo a passo de como cadastrar sua chave PIX, 

Não é possível vincular a mesma chave a mais de uma conta. A chave ficará vinculada ao banco que realizou o cadastro. A sua ‘‘chave de identificação’’ pode ser uma das seguintes informações: CPF ou CNPJ, e-mail, número de celular ou chave aleatória alfanumérica.

O que muda com o PIX?

Com o PIX, diferente do TED e DOC que tinham horário e dias para serem realizados, a transação poderá ser feita 24 horas por dia, durante os 07 dias da semana, incluindo feriados e será concluída em até 10 segundos,

A operação poderá ser efetuada por qualquer pessoa física ou jurídica que possua conta em uma instituição financeira e que já tenha registrado sua chave PIX. Será gratuito para pessoas físicas, com cobrança de baixas taxas às empresas.

LEIA TAMBÉM

Notícias Relacionadas